© 2019 por Recadex

  • Facebook Social Icon
  • Instagram
  • RSS ícone social
  • LinkedIn ícone social

Orgulhosamente criado com Wix.com

As 20 desculpas para não trocar o carro por uma bicicleta

February 10, 2019

1. Tenho medo de ser atropelado

 

É um facto que têm aumentado os acidentes em Portugal envolvendo bicicletas, e muitos deles mortais, apenas por existirem mais ciclistas nas estradas, uma boa parte dos condutores ainda não percebe que a estrada é para todos que lá circulam, têm paciência para ir atrás de tractores agora atrás de ciclistas é como se tivessem a ser insultados na sua virilidade como condutores.

Mesmo existindo mais ciclovias, elas não chegam a todo lado, depois da nova legislação do código da estrada é notoriamente mais seguro circular de bicicleta, já não ocorrem tantas tangentes perigosas, tendo em suprema atenção o que o rodeia, adequando o seu posicionamento na via de acordo com a sua segurança, cumprindo o código da estrada, e ter os travões a funcionar bem, é 99,99 % garantia de uma viagem segura.
O medo vai passando com a prática, mas cuidado com o excesso de confiança.

 

 

 

2. A chuva

 

Quem anda à chuva molha-se, não há como evitar, não existem soluções de vestuário impermeável perfeito, acaba sempre por molhar qualquer coisa, a ponta do nariz, a face e lavar a cara, os olhos e borrar a maquilhagem, molhar rabo no selim, ou as pontas do cabelo que fugiu do capuz, pode suar bastante ao atravessar chuva torrencial usando a ultima versão de topo gama, apesar da garantia do fabricante que o material é impermeável e respirável.

Certo que é mais confortável e prazeroso pedalar num solarengo dia de primavera que num chuvoso dia de inverno, mas estamos em Portugal, em Lisboa por exemplo só chove 1/5 dos dias do ano, e a probabilidade durante a suas idas e vindas do trabalho se molhar nesses dias é ainda menor, portanto equipe-se devidamente e cante à chuva.

 

 

3. Chego suado e não tenho duche no trabalho

 

Tente ir mais devagar deixe a brisa ir secando o suor, se mesmo assim chegar suado troque de camisola ou camisa, leve uma toalha e lave o que possa no lavatório, volte a pôr desodorizante.

Mochilas nas costas não são recomendáveis, coloque a mochila ou bolsa num cesto ou "porta-bagagens"próprio. 

 

 

4. As subidas

 

Ai as subidas, fazem parte da orografia de onde vive, moldadas pela natureza, formaram a sua terra, a maior parte das bicicletas têm mudanças para facilitar subir, tente subi-las, vá até onde conseguir, desmonte e suba a pé, dia seguinte tente ir mais longe, vai ver que logo consegue subir tudo, se a rampa é muito íngreme vá à volta por onde for mais fácil, as subidas também formam o seu carácter, a descer há muitos pintas, seja o Pantani do seu bairro.

 

 

 

5. Onde arrumar a bicicleta

 

Não têm garagem ou sitio para arrumar e trancar a bicicleta, leve para dentro de casa, não têm espaço arranje, não consegue arranjar espaço compre uma bicicleta dobrável e enfie debaixo duma mesa, da cama ou dentro da banheira. também pode pendurar na parede ou tecto.

 

6. Demoro muito tempo

 

Contabilize o tempo de estacionar e tirar o carro da garagem, em áreas urbanas o tempo que demora é bastante próximo, em alguns casos até menor.  Se contar o tempo que pedala como exercício, não é claramente tempo perdido.

 

 

7. Moro longe

 

Para o utilizador inicial de bicicleta, uma distância superior a 10 km entre casa e trabalho é capaz de ser tramado, já para os mais aficionados é outra conversa, será que não pode combinar a bicicleta com outro meio de transporte publico?

 

 

 

8. Tenho de transportar os meus filhos

9. Tenho de ir as compras

10. Tenho um cão

Todas estas desculpas combinadas se resolvem obtendo uma cargo-bike, bicicletas especificamente projectadas para transporte de carga, podem ser mais pesadas e caras mas substituem mesmo um carro praticamente para tudo o que necessita, é absolutamente legal o transporte de crianças e elas adoram, com a possibilidade de colocar um toldo onde a carga (crianças,compras,canídeos) está protegida da chuva, aconselho que tenha ajuda de um motor eléctrico acoplado, se tiver que transpor muitas subidas carregado.

 

 

 

11. Preciso do carro para ir de férias

 

Vá de ferias de bicicleta, é uma tendência crescente de turismo, mas com o dinheiro que poupou ao deixar a viatura, pode bem pagar umas férias no estrangeiro.

 

 

12. Costumo andar de salto alto e de saias

 

Como pode ver na imagem seguinte nada impede, pode provocar é alguns acidentes na via contrária...

 

13. Faz-me doer o rabo

 

Quando experimenta uns sapatos novos as vezes, também nos primeiros dias se queixa dos pés, dê um tempo para se adaptar, suspensão na bicicleta ajuda muito se o piso for mau, se continuar as dores mesmo trocando por um selim mais confortável, é porque algo está mal, no dimensionamento da sua bicicleta, ou consigo e vai ter que ir ao médico.

 

 

 

14. Não quero morrer saudável

 

Morrer saudável depois dos cem anos por falência natural de órgãos vitais é chato e aborrecido, é preferível morrer novo tipo James Dean por ser mais estiloso, andar de bicicleta não é sinónimo directo que vive uma vida saudável, mas é um bom indicador.

 

 

 

15. Imagem

 

Se trocar o carro por uma bicicleta, vão comentar que já não tenho dinheiro para ter um carro, que virei vegetariano, ou ando a fugir da policia. Provavelmente os verdadeiros pobres de espírito vão dizer isso e pior, e o que isso interfere na sua vida? Népias.

 

16. A bicicleta que quero comprar é muito cara

 

Não consegue comprar a bicicleta que quer porquê, ganha pouco ou a sua mulher não deixa? compre uma que seja adaptada as suas medidas, quanta mais barata for e mais ferrugenta estiver, menor a probabilidade de ser roubada, poderá deixar na rua trancada com cadeado toda a noite e ninguém pensará em leva-lá, há até quem as pinte a imitar ferrugem.

 

17. Não estou em forma

 

Estar em baixo de forma é um bom motivo sim para abandonar o carro, e poupar no ginásio, pedalar em plano em ritmo leve é tão cansativo como andar, experimente num fim de semana fazer o seu trajecto.

 

18. Não sei andar de bicicleta

 

Esta é das desculpas menos dita por vergonha, mas a mais justificável, vai bem a tempo de aprender, se pedir ajuda a quem lhe possa ensinar, vai ver que num instante fica a pedalar.

 

 

19. Emergências de saúde ou outras

 

Recorra a um familiar, vizinho ou táxi, existem locais no mundo em que o meio mais cómodo e rápido para um doente de chegar a um hospital é mesmo uma bicicleta, o que faz relativizar o quanto somos privilegiados .

 

20. Estou-me nas tintas para o ambiente, tenho preguiça, estou velho, se me fura o pneu...

 

Desculpas vão sempre existir, com motivação sabendo que ao mesmo tempo que se desloca, faz exercício, poupa dinheiro, e não liberta poluentes para a atmosfera, apenas o dióxido de carbono da sua respiração, não precisa de mais nada para se converter.
Existe um lobby muito poderoso que é o automóvel, vão nos próximos tempos convencer que a única alternativa aos carros a combustão, são os carros eléctricos, forçando governos a desprezar transportes públicos e a bicicleta, é um facto inegável que a maioria dos trajectos de automóvel são de curta distância, onde a bicicleta é a escolha mais eco-lógica.

 

  

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Featured Posts

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Recent Posts

November 15, 2019

June 24, 2019

Please reload

Archive